Home > Uncategorized > Galvão “morde e assopra” Neymar, comete

Galvão “morde e assopra” Neymar, comete

Galvão “morde e assopra” Neymar, comete erro de português e se encanta com arco-íris

Crédito da imagem: Reprodução/TV Globo
Galvão Bueno segue com seu “morde e assopra” em relação às atuações de Neymar. Após detonar as simulações do atacante contra no amistoso entre Brasil e Itália , em 21 de março, o narrador da TV Globo também pegou no pé do santista neste sábado, durante a goleada por 4 a 0 da seleção contra a Bolívia.
Aos 39 minutos do primeiro tempo, Neymar foi lançado pela esquerda e puxou contra-ataque. Ao chegar à área adversária, driblou um e teve chance de chutar ou tocar, mas preferiu tentar outro drible e acabou desarmado, se atirando em seguida dentro da área. O lance revoltou Galvão.
“É aí que a coisa pega… Quando ele joga pela seleção brasileira, o mundo inteiro está vendo, e, desse jeito, o Neymar terá que conviver para sempre com o estigma do jogador que se atira”, disparou o narrador. Caio Ribeiro concordou: “Depois do drible, o Leandro Damião estava livre. Tinha que ter chutado ou tocado”.
Ampliar
Brasil enfrenta a Bolívia em amistoso13 fotos

1 / 13
06.abr.2013 – Neymar comemora um dos gols do Brasil no duelo amistoso contra a Bolívia, em Santa Cruz de la Sierra Leia mais REUTERS/ David Mercado
Um minuto depois, porém, Jadson cruzou da direita e o camisa 11 da seleção brasileira estufou as redes, com uma bonita finalização de primeira. Galvão Bueno “absolveu” Neymar e disse que suas críticas são construtivas.
“Tá vendo? Não precisa simular ou cair! Ele tem futebol demais, sabe fazer gol de direita, de esquerda, de primeira… É por isso que a gente fala tanto [para ele parar de simular], para alertar e incentivar”, disse o narrador, que mais tarde ainda sentiu falta do atacante.
“No meio da semana, o Messi saiu no intervalo do jogo do Barcelona [pela Liga dos Campeões] e o Paris Saint-Germain foi para cima. Depois que o Neymar saiu, a Bolívia pensou ‘agora o bicho não está tão feio assim’ e foi para cima. O Brasil caiu no marasmo sem Neymar, já que ele e o Ronaldinho são os jogadores que mais desequilibram”, afirmou.
Caio Ribeiro, mais uma vez, concordou: “Guardadas as devidas proporções [entre Neymar e Messi], foi isso mesmo que aconteceu
“Perdoem a falha”
No segundo tempo, Galvão cometeu um erro de português e não foi perdoado pelos internautas, que colocaram o global nos trending topics do Twitter. Tudo após o dono da voz fazer um de seus tradicionais comentários sobre a altitude boliviana.
“Na altitude, o ar tem ‘menas’ resistência…”, disse Galvão, interrompendo a própria fala ao reconhecer o equívoco. “É amigo, nessa eu caprichei… Perdoem a falha”, completou. E isso porque o jogo foi realizado em Santa Cruz de la Sierra, cidade que não está no altiplano boliviano, como La Paz, Oruro ou Potosí.
O narrador também chamou a atenção por “encafifar” com um impedimento claro para o Brasil, pedindo várias vezes o tira-teima, e também após um jogador boliviano recuar a bola de cabeça para o goleiro: “Vale recuar de cabeça, Arnaldo”?. “Vale, só não vale é se for com o pé e o goleiro pegar com a mão. De joelho também pode”, respondeu o comentarista de arbitragem.
Durante a transmissão, ainda sobrou tempo para um momento “fofo”. Devido à chuva que caiu antes do jogo, um arco-íris se formou no céu, deixando o narrador maravilhado: “Olha só o arco-íris, que bonitinho!”, derreteu-se Galvão, quando as câmeras mostraram o céu colorido http://ow.ly/jPPnQ

Categories: Uncategorized
  1. No comments yet.
  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: